Real Cores

A incestuosa relação entre partidos

 Resultado de imagem para foto politicos corruptos

Já dizia Paulo Maluf, que “na política vergonha é perder.” Outra frase que também retrata a politica brasileira é do ex presidente Lula “para governar é preciso fazer um pacto com Deus e com o Diabo.”

Hoje PMDB reclama da herança maldita do PT e diz que o Pais está saindo do buraco deixado pelo partido dos trabalhadores.


Há pouco tempo os dois partidos eram  aliados de primeira linha e mantinham uma relação  intima.  Hoje, mesmo que digam o contrario, não dá para entender a postura de ambos. O PT faz oposição  a um governo que ele mesmo criou.

PMDB pratica o populismo e o fisiologismo  que o PT, com Lula no governo,  se tornou rotina.


Já o PSDB ainda continua sem rumo como quando deixou o governo. O partido que foi criado, em 1988,  por descontentes  do PMDB ainda busca um caminho. Os tucanos não sabem ser oposição e também não se acomodam no governo.


Diante desta situação, fica difícil para o eleitor entender o que cada sigla representa.  A cada dia mais descontente e se sentindo menos representado, o cidadão deixa de lado a questão da política e espera ações que permitam a sobrevivência. Basta perguntar a qualquer cidadão o que ele acha da política nacional. Não precisa ser um analista político para saber que  estão  revoltados  com tudo o que os políticos praticam.

Quem em sã consciência pensaria que o DEM, um dos partidos mais radicais do Brasil, estaria de braços dados com o Governo?

Também indignados ficaram todos com o balcão de negócios praticados pela permanência de um presidente que chegou ao poder sem votos mas com o cofre cheio e uma subserviência ao demais partidos nunca antes visto. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.