Real Cores

CEI da Saúde denunciam nomeações irregulares para cargos na prefeitura de Goiânia


O vereador Clécio Alves (PMDB), presidente da Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal de Goiânia que investiga a situação da saúde na capital, usou o plenário da Casa para denunciar casos de improbidade e de desvios de funções no Executivo municipal. De acordo com ele, as irregularidades levantadas datam da gestão de Pedro Wilson (2001-2004) e teriam sido repetidas durante os mandatos de Paulo Garcia (2010-2016) e de Iris Rezende (2017).
Clécio apontou que as irregularidades foram cometidas pela atual titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Fátima Mrué, e seus antecessores. “Eles vêm cometendo irregularidades administrativas e improbidades gravíssimas”, acusou.
Conforme o vereador, foram nomeadas para a chefia do setorial jurídico da secretaria servidores aprovados em concurso para funções administrativas. Inclusive, os mesmos nomes envolvidos nesses casos se repetiram nas diferentes gestões.
Entre os casos citados está o de Ana Cristina Veloso e Silva. Ela teria assumido, em 11 de setembro de 2014, durante a gestão de Paulo Garcia, a função de subprocuradora da Fazenda Municipal. Em 25 de janeiro de 2017, o atual prefeito Iris Rezende a teria nomeado para o cargo em comissão de assessora técnica especial. Poucos dias depois, em 8 de fevereiro, ela teria assumido a chefia da Advocacia Setorial da SMS, ainda como comissionada. “Isso é motivo de ação civil pública, que inclusive está sendo movida contra essa prática que vem ao longo dos anos”, aponta Clécio.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.