Real Cores

Combustíveis um assalto a mão desarmada

Em nada adiantou a manifestação e protesto contra o alto preço do combustível. Pouco antes do inicio do protesto, muitos postos reajustaram o preço do Álcool R$ 3,499, da Gasolina para quase R$ 5,00.



A explicação é que não esta havendo intervenção do governo sobre o combustível. Algo comum em governos passados. Além dos combustíveis, o preço o botijão de gas também subiu.

Há tempos O Jornal Argumento tem acompanhado a rotina do sobe e desce do valor do combustível.  Através de fontes, tivemos a informação de que a secretaria da fazenda faz, todo começo de mês, visitas aos postos de combustíveis. Isto porque não há como colocar um fiscal em cada estabelecimento.

Assim, próximo a chegada dos fiscais da fazenda, donos de postos, diminuem o preço para pagar menos impostos.

Nossa fonte também diz que existe um cartel, criado há mais de 20 anos, e composto pelos donos dos maiores postos do Estado. “Assim, eles fazem de tudo. Uma vez quando a fiscalização apertou, os donos dos postos criaram o reajuste cruzado, ou seja, havia um rodízio entre os postos. 

A cada semana alguns baixavam o preço para não configurar carteu. Outras vezes, compram combustível clandestino ou alteram as bombas e baixam o preço.  Na verdade estão é lesando o consumidor." diz nossa fonte 

A má noticia é que a Petrobras precisa recuperar prejuízos com desvios, assim não controla o preço dos produtos e deixa o mercado fazer isto. Outra noticia ruim para os motoristas é que o Álcool deve subir em breve. O motivo é que começam as exportações de canas em forma de açúcar.

Poderá acontecer como no passado onde o preço do álcool e gasolina era o mesmo.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.