Real Cores

No Huck Day, ‘deu ruim’. Sócio é levado pela Lava Jato para depor


No dia que o Estadão, com uma pesquisa sem menção a voto, mas numa vaga aprovação-desaprovação, fazia o lançamento do apresentador-candidato , com um “Huck dispara e aprovação chega a 60%” a manhã chegou com dissabores para o global.


É que um dos conduzidos pela Polícia Federal na investigação da “turma do guardanapo” de Sérgio Cabral é o empresário Alexandre Acciolly, amigão e sócio do apresentador em pelo menos um negócio: a  franquia de academias Fórmula, ligada à empresa Body Tech.
Accioly, há décadas um bon vivant carioca já era descrito em 2003  pela Istoé, como “de bem com a vida, num apartamento de 730 m² em na praia de Ipanema, com uma piscina que mudava de cor, uma coleção de 60 relógios de luxo – gosto em comum com o de Luciano – e passeios que fazia com uma BMW ou um Cherokee, quando não em seu helicóptero de oito lugares, avaliado em US$ 3,5 milhões e um iate de 55 pés. Quando não estava gastando, numa ida a lojas de roupas em Nova York, gastar até R$ 17 mil (em dinheiro da época, o equivalente a 71 salários mínimos, hoje perto de 70 mil reais).
Em 2011, ouvido pela revista Alfa, do grupo Abril, o empresário é generoso com a ideia de fazer do sócio candidato:
“(…)sócio e amigo íntimo de Luciano, Alexandre Accioly, acha uma boa ideia. “Sou daqueles que sabe que estamos lidando com o próximo Ronald Reagan. Gosto de dizer que Luciano é um político sem mandato”. 
Aliás, a revista – na época, rapidamente desmentida pelo global – é uma festa para as velhas ambições presidenciais do apresentador, apresentado pela dupla de colunistas do Estadão – Vera Magalhães e Eliane Cantanhêde – como “o novo Doria”. Na revista, a mulher Angélica diz que “ele brinca com isso”, tanto quanto com o Audi A8 que, segundo o site Vila Mulher, do UOL, comprou por R$ 600 mil, então, com direito a “bancos de couro na cor caramelo – aquecíveis, com massageadores e ar condicionado para cada passageiro, teto solar panorâmico, 19 auto-falantes, DVD e um assistente inteligente para estacionar o carro.
‘Lata velha’ para ninguém botar defeito, não é? “”A gente cresce, os brinquedos crescem também”, explicou Huck.
Aliás, a revisita à entrevista da Alfa – repito, do Grupo Abril – vai deixar sem-graça os novos apoiadores do novo candidato da direita, reacionários e moralistas. É que ela diz que Huck não só tinha retratos de Lula e Fidel na parede, como também vivia em casa situações próximas àquela que eles descreveram como pedofilia, na exposição do Masp.
Luciano conta que seu filho mais novo, Benício, de três anos, vem seguindo o mesmo caminho. “Meu filho menor é incrível também. Fui levá-lo ao banheiro e ele pegou a ‘Playboy’ da Cleo Pires. Começou a olhar para as fotos e dizer: ‘Essa sim, essa não, essa sim, essa não’. Eu vi que ele só gostava quando aparecia peito. Eu perguntei: ‘Mas, Benício, você gosta de quê? De peito?’ ‘Gosto de tudo’, ele respondeu. Ele tem três anos! Talvez tenha puxado o pai!”, afirma.
A hipocrisia tem essa maravilhosa característica: faz curvas e pega os hipócritas pelo traseiro. Vai ter manifestação do MBL?
Por Fernando Brito, do Tijolaço

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.