Real Cores

Saneago e suas mentiras.

A  empresa de saneamento e esgoto do estado de Goiás – SANEAGO – mentiu por três (3) vezes e continua  para a população sobre a  falta de água na grande Goiânia.


Em um primeiro momento, o Presidente da Estatal, alegou que a falta de água se dava em função do alto consumo e que em um mês tudo estaria resolvido. A previsão  feita ainda no mês de setembro.  Em vez de solucionar a situação, aumentou o numero de bairros sem abastecimento e também os prejuízos.

Em outro momento, o Governo de Goiás inaugurou a etapa Otavio Lago, com ampla divulgação afirmando que o escassez de água teria o fim com a entrada em operação da nova estação. Passou o tempo e o que era grave – a falta de água – tornou-se insuportável a ponto de moradores invadirem reservatórios da Saneago,  totalmente abastecidos, e situados nos bairros mas sem atender os moradores.

Nem mesmo com a admissão de falhas na distribuição, a empresa ainda culpa a falta de chuva.

A grande verdade é que a empresa há mais de oito anos não passou por processo de expansão e também nada investiu na promessa da Barragem do Rio João Leite, que, segundo o governo,  teria condições de manter Goiânia e Aparecida de Goiânia por mais 50 anos. A barragem, que alagaria um trecho da rodovia entre Goiânia  e Anápolis, sequer saiu do papel.  Pior que isto, fez com que ergues se vários pontos de ocupação, onde família sem teto para La se mudaram.

Nossa reportagem ouviu de uma fonte da empresa que está ocorrendo um rodízio de regiões, ou seja, cada dia a água de um bairro é desviada para outro, isto para não admitir que a empresa não conseguiu e não conseguira resolver o problema.

Este rodízio, sem que a população seja informada, foi motivo para uma ação do Ministério Publico de Goiás. A ação movida pelo MP investiga a operação.  O fato é que ainda continuam alguns bairros  com racionamento ou rodízio e ira, segundo nossas fontes, ate o fim do ano.

Outra informação obtida por nossa reportagem, junto a fonte, é que o próximo ano terá um agravamento da situação, podendo  até  faltar água em mais de 50% das cidades.

A Saneago, no entanto, nega a informação e reafirma que em breve será normalizada a situação e que esta investindo no sistema de captação e tratamento de água. Porem, nossa fonte, que exerce importante função na empresa afirma que o mesmo que aconteceu com a CELG, com apagões por falta de investimento,  será também o caminho da Saneago.

A fonte ainda diz que a empresa poderá ser privatizada ou entregue ao Governo Federal, como garantia de empréstimo ao Estado.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.