Real Cores

Sem apoio popular e perdendo apoio político, Temer pode cair.

Resultado de imagem para foto temer preocupado

Com o menor índice de aprovação da historia brasileira, menos de 5%, o Presidente Michel Temer se  mantém no cargo de presidente graças ao apoio de quase a totalidade do congresso. Mas a crise do PSDB, motivada por Aécio Neves, antecipou a disputa de 2018 pelo executivo nacional e fez com que outros partidos também começassem a dar sinais de abandono ao governo. O PP, quarto maior partido, com 45 deputados, exige mais ministérios sob pena de também abandonar o Presidente.

Mas a maior ameaça vem do DEM, o presidente da camara Rodrigo Maia por varias vezes disse que está ao lado do povo e não do governo.  Parlamentares do partido cobram de Maia um posicionamento mais duro, diante da investida do PMDB junto aos parlamentes do PSB, que abriu uma das varias crises entre o presidente da Camara e Temer.

Além da ameaça do DEM, partidos do centrão,  PP, PR, PSD, PTB, PROS, PSC, SD, PRB, PEN, PTN, PHS ePSL. Pelos cálculos dos líderes desses partidos, somados eles representam 225 deputados, são outra ameaça ao governo. Contra Temer também está o PT PCdoB PCB e outros mais.

Caso Temer não consiga reagrupar os partidos, já se fala em um possível afastamento do Presidente. O Ponto de equilíbrio ainda está no PMDB, PSDB e PP.

Alguns parlamentares afirmam que tudo está indefinido e  reforma ministerial além da   liberação de verbas ditarão o ritimo do congresso no que se refere ao apoio à Temer



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.