Real Cores

Contratação de temporários será a maior desde 2013


Resultado de imagem para foto da carteira de trabalho digital

Varejo prevê efetivar 30,5% no país, mas Rio ainda sofre com crise

Estimativa é que vendas nacionais subam 5,2% nas festas, primeira alta em 5 anos. Comércio fluminense, que usou menos mão de obra provisória este ano, terá avanço menor de vendas ou ficará estagnado

A retomada das vendas de Natal trará a reboque uma melhora das contratações no varejo. A Confederação Nacional do Comércio (CNC) atualizou sua projeção e prevê que 30,5% dos temporários sejam aproveitados no país, a maior taxa desde 2013. 


O otimismo dos dados nacionais, no entanto, não se reflete no Rio, que ainda sofre com a crise e reduziu a mão de obra provisória de dez mil, em 2016, para seis mil, em 2017. Nas vendas de fim de ano, o estado também fica aquém. 

Enquanto a previsão é de aumento de 5,2% no país, na primeira alta em cinco anos, o comércio fluminense deve ficar estagnado ou, na melhor projeção, crescer 3% em relação ao ano passado. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.