Real Cores

Desvios de militares são más notícias para Bolsonaro e viúvas da ditadura, diz Kotscho


Para o jornalista Ricardo Kotscho, a denúncia feita nesta terça-feira 5 pelo Ministério Público Militar (MPM) no Rio de Janeiro sobre um esquema de fraudes e pagamentos de propina que causou um prejuízo de pelo menos R$ 150 milhões aos cofres públicos, é uma notícia para Bolsonaro e as viúvas da ditadura.


"Esta terça-feira trouxe más notícias para os batedores de panelas e marchadeiras da avenida Paulista (lembram-se deles? por onde andarão?), que em 2016 protestaram contra a corrupção dos governos petistas e atiçaram as viúvas da ditadura militar, embalando a candidatura do capitão deputado Jair Bolsonaro", comenta o jornalista.
O caso desmente o discurso dos "sem memória" que foram às ruas para derrubar um governo eleito, o de que "pelo menos na época dos militares não havia corrupção".
"Quem, como eu, viveu aquela época, e já era repórter, sabe que isso não é verdade. A diferença é que durante a ditadura imperava a censura prévia à imprensa. A corrupção e as mordomias dos super-funcionários do governo não foram inventadas ontem, assim como já imperavam no centro do poder as grandes empreiteiras denunciadas pela Lava Jato", diz ele. Leia a íntegra no Balaio do Kotscho.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.