Real Cores

Ministro da Fazenda Henrique Meirelles mente descaradamente quando fala em reforma da previdência: Confira


"O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, voltou a alertar nesta quinta-feira, 7, que, se a reforma da Previdência não for aprovada, as despesas do governo federal com pensões e aposentadorias, que hoje representam cerca de 50% do orçamento, podem chegar a 80%. “Se nada for feito, despesas não cabem no teto do gastos”, disse o ministro, que participa de evento da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam).
Ele lembrou, inclusive, que o governo tem ajudado Estados que estão em situação fiscal grave por causa de gastos com a Previdência. “Estamos prevenindo que isso aconteça no Brasil”, disse o ministro, em referência ao orçamento federal. “Quero que todo brasileiro tenha certeza que terá aposentadoria”, acrescentou Meirelles."
AGORA VAMOS CONFERIR
"🔎Vamos ver se a Previdência  é realmente deficitária, vejamos:: 

•Salário mensal...........R$ 880,00
•Contribuição INSS.....R$ 176,00
     (patronal e empregado)
       
        👉Aposentadoria Integral  
             35 anos = 420 meses

*Pegando a contribuição mensal de R$ 176,00 e aplicando-se o rendimento da poupança de 0,68% Totaliza R$ 422.784,02

Considerando-se a expectativa de vida em 75, e que em média o brasileiro se aposenta com 60 anos somente receberá a aposentadoria por 15 anos, porem o montante acumulado é suficiente para pagar 40 anos e 3 meses de salário equivalente a contribuição ou seja, segundo o cálculo feito 880,00 mensal, sem contar rendimentos.

    👉O trabalhador receberá de volta do governo R$ 158.400,00 no total, ou seja, 37,5% daquilo que lhe foi tomado pelo governo. 

Engraçado que não vejo ninguém reclamando, resumindo:
            
             💰Trabalhador PAGA 
                      R$ 422.784,02

               Trabalhador RECEBE 
                      R$ 158.400,00

            😱 Que negócio, não?

 Agora aumentando para 49 anos o trabalhador acumulará, R$ 1.365.846,02 e receberá menos, pois terá que contribuir por mais tempo, e terá menos tempo de gozo da aposentadoria

 Esses cálculos foram feitos pelo cientista político Itamar Portiolli de Oliveira, são reais e facilmente constatado em uma planilha, não são dados fictícios.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.