Real Cores

Artigo: O que as rebeliões nos presídios escondem.

 Resultado de imagem para foto facções do crime no brasil

A rebelião ocorrida neste ultimo final de semana, no Centro Penitenciário de Aparecida de Goiânia – Goiás, diferentemente do que diziam ser o motivo: falta de condições humanas de sobrevivência, na verdade foi um confronto entre facções do crime instaladas nos presidios de Goias.

A exemplo da rebelião no  Rio Grande do Norte e outros estados do País o sistema carcerário foi privatizado pele crime e quem comanda os complexos são traficantes e bandidos da chamada “nata” da bandidagem.

Em São Paulo, quando tentaram levar lideres de facções para presidios de segurança máxima, houve um inicio de guerra civil, com atentados contra delegacias, postos das policias, incêndio de ônibus e carros, além da morte de policiais e moradores da Capital paulista, vitimas do crime organizado que comanda o submundo do poder.

As facções são formadas e colocadas em alas diferentes para evitar confrontos. Mas quem faz a separação são os próprios detentos. E nesta divisão bandidinho “cachangueiro” são apenas coadjuvantes ou mesmo serviçais dos imperadores dos presidios.

O sistema penitenciário Brasileiro é uma replica da injustiça social que é imposta à quem não vive atrás das  grades. Restaurantes particulares, montados dentro dos complexos, oferecendo cardápios variados, se contrapõem  a quem pensa que comida no presídio é apenas arroz, feijão, macarrão e frango. Este “Quentinha”, come quem não tem dinheiro para pagar pratos sofisticados. Televisão, som, festas e churrascos são comuns nas celas dos chefões.  

·        Para bancar todo este luxo e ao mesmo tempo manter o controle das ações fora das celas, as lideranças presas cobram e pagam um preço alto e para isto não podem manter dialogo ou acordos com integrantes de outras facções. As maiores facções do Pais são
·         
    PCC – Primeiro Comando da Capital. É considerada uma das mais fortes e organizadas facções criminosas do país.
·         
      CV – Comando Vermelho. Surgiu em 1979, no presídio da Ilha Grande (RJ)
·       
      FDN - Família do Norte. Facção mais recente e teria se organizado em presídios do Norte.

Em Goiás, segundo informações duas facções disputam o comando dos presídios, o PCC e o Comando Vermelho. Ambas movimentam milhões de reais no comercio do crime. 

Há dois anos vários policiais militares e civis foram mortos em Goiás, inclusive o neto de um Ex Presidente do Tribunal de Justiça de Goiás. As mortes, de acordo com fontes que pediram para não serem  citadas,  a ordem das execuções vieram de dentro dos presídios como forma de intimidar ou parar investigações.

Fala-se muito em privatizar o sistema carcerário mas se esqueceram de que já existem donos destes complexos que comandam, além das celas, um mercado rentável e implacável. 

Pensar que quem vai para o presídio vai para o Inferno deve rever o conceito de sofrimento, pois até garota de programa são trazidas de outros estados, por em média R$ 5.000,00, por uma tarde. Tendas de festas onde bebida e droga são liberadas foram denunciadas em Goiás.

E a própria droga, principalmente a maconha, tem a entrada facilitadas pelos agentes. “Se tirar a droga daqui de dentro, isto aqui explode.” Ouvi de guarda penitenciário.

Presídios no Brasil para quem tem poder e dinheiro são Disneylândia para as crianças. E as rebeliões nada mais são do que o confronto provocado por bandos de desafetos para impor o poder, mas que para quem não conhece a realidade, são reivindicações.

Na verdade fica bem dizer isto que falar a verdade. A sociedade se assusta menos. 



6 comentários:

  1. Betinha Tejota da Rocha O problema #andremarques essa demanda requer muita coisa. Vinte anos é pouco pra tudo isso. Sou pedagoga e Administradora ��‍�� investir em educação no Brasil requer mudanças estruturais mas tão, tão importantes, que o país que se refazer novamente! Aí a gente precisaria muito mudar a estrutura cultural do nosso povo, que já está cansado de sofrer com tudo isso! Minha mãe foi professora rural uma vida inteira. Era uma mulher culta. Inteligente �� e na teoria, o que aconteceu com ela? Mas nunca deixou de ser educadora! Precisamos mudar o modo de como se educar alunos e educandos, senão a “coisa” começa à mudar de figura!

    ResponderExcluir
  2. Josiel Meneses
    Josiel Meneses É mais tudo é facil de resolver, isolar definitivamente os "chefes"!

    ResponderExcluir
  3. Nivea Carvalho Isso é o Brasil as cadeias como o congresso nacional e as assembléias legislativas de todos os estados

    ResponderExcluir
  4. Tânia Souza II O certo é colocar estes presos trabalhando 40 horas semanais e pagar pelo prato de comida. Por que tanto homem preso, por que tanto homem desempregados, homem em bares durante o dia bebendo. Esta na hora do governo parar de terceirizar a criação dos filhos dos outros, é bolsa família, minha casa minha vida, Você anda nos bairros de Goiânia e ver a qualquer hora homens bebendo em distribuidoras de bebidas, crianças em creche e a mulherada engravidando novamente para não perder o bolsa família.Esta na hora de controle de natalidade, colocar os jovens no serviço militar e muita disciplina.O que tem de mulher sustentando homens atoa , pinguços,. Tem idosos sustentando filhos que não querem trabalhar e ficam enchendo o saco da mãe , de avós e ameaçando que vão usar drogas para esquecer os problemas e dormi o dia todo. Então façam uma pesquisa e vejam a população carceraria e veja que as dos homens é maior, pois a mulher sai de casa bem cedo e faz faxina,passa roupa, empregada domestica e dificilmente vai sair matando os outros, a não ser aquelas que são amam tanto o estrupício, que rouba a mando dele.Nos Estados Unidos o homem brasileiro não aguentaria tanta disciplina e trabalho nos presídios e a pena de morte. Quer acabar rebelião , então a solução e levar todas as confecções da rua 44 para dentro dos presídios e exportar os produtos igual os Chineses. fazem. Gente na China é disciplina 24 horas dos pais com os filhos. Então os políticos parem de fazer projetos sociais que deixam o povo parasitas.Abram as Universidades Públicas para os filhos dos pobres, escolas profissionalizantes, escolas de período integral para os jovens. Hoje em dia as jovens estão engravidando com 12 anos de idade!! Os meninos já são pais aos 16 anos de idade. Então um jovem que já é pai aos 16 anos e não tem dinheiro para comprar a frauda descartável de seu filho vai roubar ou se envolver no mundo da droga. Chega de achar que o preso vai conseguir socializar dentro do presidio!! Tem que ter politicas públicas dentro da sala de aula, estudando!

    ResponderExcluir
  5. Quando o guarda disse: “Se tirar a droga daqui de dentro, isto aqui explode.” Ele não quis dizer que facilita a entrada de entorpecentes, mas que é ciente que através das leis e da forma de se administrar o Sistema Penal, o Estado dificulta o exercício do seu trabalho e abre brechas para a realização do tráfico de drogas dentro dos presídios, em cumprimento de um acordo com as facções criminosas, que em troca mantém a população carcerária "disciplinada", mas na verdade submissa e subordinada a uma facção, que lucra com um tráfico, enquanto o Estado vende à mídia que seu Sistema Penal está controlado.
    O real sentido da frase do Agente é que o Estado não lhe disponibiliza poder e condições de infringir ao tráfico, pois caso ele quebre seu acordo, as facções não irão conseguir controlar uma população carcerária que irá se rebelar.

    ResponderExcluir
  6. Sou escritor sobre o assunto, veja minha crítica: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=141809869842088&id=112186666137742 e conheça minha obra https://editoramultifoco.com.br/loja/product/diario-de-um-agente-penitenciario/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.