Real Cores

Em manobra polêmica e suspeita TRF-4 decreta feriado no dia do julgamento de Lula


Os servidores que não irão atuar no julgamento do ex-presidente Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) no próximo dia 24 ganharam um dia de folga. O presidente do TRF4, Carlos Eduardo Thompson Flores, determinou nesta quinta-feira por meio de uma portaria que não haverá expediente administrativo e judicial para os funcionários do tribunal que não estão envolvidos com o julgamento do ex-presidente. Além disso, na véspera, o trabalho será das 8 às 12 horas.
Todos os processos ficam parados, em função da decisão do tribunal de acelerar o processo contra Lula, para tentar retirá-lo, por meio de uma manobra judicial, da próxima disputa presidencial.
Abaixo, nota do TRF:
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) informa que os prazos processuais e as intimações nos processos físicos e eletrônicos em trâmite no tribunal estarão suspensos nos dias 23 e 24 de janeiro de 2018. O expediente também será alterado nessas datas.
 
A suspensão leva em conta as medidas que estão sendo adotadas pelos órgãos de segurança pública do Estado do Rio Grande do Sul e pela Polícia Federal para garantir a segurança do público interno e externo durante a realização do julgamento da Apelação Criminal nº 5046512-94.2016.4.04.7000 no dia 24 de janeiro, às 8h30, pela 8ª Turma.
 
A portaria nº 32/2018, assinada hoje pelo presidente do TRF4, desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores, estabelece que o expediente no tribunal no dia 23 de janeiro de 2018 será das 8h às 12h. No dia 24 de janeiro, não haverá expediente administrativo e judicial, exceto para os servidores diretamente envolvidos com a realização e apoio da sessão de julgamento.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.