Real Cores

Motorista é condenado pela morte de Cristiano e Allana, ele prestará serviços e pagará multas


Ronaldo Miranda Ribeiro, motorista de Cristiano Araújo que conduzia o carro no momento do acidente que tirou a vida do cantor e de sua namorada, Allana de Morais, foi condenado por homicídio culposo.
Na sentença, a juíza Patrícia Machado Carrijo, da 2ª Vara Cível, Criminal, das Fazendas Públicas, de Registros Públicos e Ambiental de Morrinhos, determinou uma pena de dois anos, sete meses e 15 dias de detenção, em regime aberto.
No entanto, a magistrada deliberou que o acusado preenchia todos todos os requisitos no Artigo 44 do Código Penal Brasileiro, determinando a substituição de penas privativas de liberdade por restritivas de direitos.
Na prática, Ronaldo foi sentenciado à prestação de serviços à comunidade e multa de dez salários mínimos. Além disso, ele deverá pagar R$ 25 mil a título de reparação dos danos causados aos sucessores de cada uma das vítimas. Ronaldo ainda teve a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa.
Para a magistrada restou comprovada a autoria do crime, uma vez que Ronaldo Miranda tinha plena ciência sobre as condições precárias das rodas instaladas no veículo e do risco inerente da sua utilização no momento de sua condução.
Patrícia Carrijo ressaltou que, neste caso, o acusado agiu nas três modalidades – imprudência, negligência e imperícia – previstas no Código Penal.
Após o anúncio da sentença, a mãe da namorada de Allana Moraes afirmou considerar “desnecessária” a condenação. Segundo o portal “G1”, ela disse que “não esperava” o resultado.
“Eu não esperava por isso, já tinha deletado isso da minha cabeça e, para mim, é algo desnecessário. Eu acho que não há diferença se foi ou não condenado, porque o Ronaldo já carrega todo o peso da responsabilidade de estar na condição de motorista de um acidente como aquele”, afirmou

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.