Real Cores

Fiscais do Inmetro e donos de postos são presos por corrupção


A Polícia Federal e Polícia Civil prenderam hoje  fiscais do Inmetro que recebiam propina de donos de postos para omitir adulteração na venda de combustível em alguns estabelecimentos. 

A "Operação Fiel da Balança" foi desencadeada para combater crimes de corrupção no Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Foram cumpridos 17 mandados; entre os alvos estão fiscais do órgão, empresários e mecânicos. 




De acordo com a Polícia Federal, a força-tarefa deflagrada é um desdobramento da Operação Pesos e Medidas, que prendeu dez pessoas em outubro do ano passado, suspeitos de receber propina de empresários durante a fiscalização em postos de combustíveis no estado.

Segundo a PF, os investigados deveriam fazer testes de volumetria nos bicos das bombas de combustível dos postos para evitar prejuízos aos consumidores. 


Mas as investigações apontaram que, além de receber propina para fazer vistas grossas na fiscalização, os servidores realizavam inspeções em alguns estabelecimentos, a mando de donos de postos, para dificultar a concorrência.



O superintendente do Inmetro em Goiás, André Abrão, foi afastado hoje pela Justiça do cargo, porque segundo a Polícia Federal, ele impedia que relatórios comprovando fraudes em postos de combustíveis fossem enviados à Polícia, atrapalhando investigações.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.