Real Cores

Governo desiste de apoiar Meirelles e Maia após fiasco em pesquisa


O Palácio do Planalto já não trabalha com a hipótese de ter o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), como candidato governista nas eleições de 2018. Na pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira ambos marcaram apenas 1% .Até o segundo semestre do ano passado, a ideia de ter Meirelles defendendo o legado presidencial chegou a empolgar Michel Temer.

No entanto, as viagens pelo Brasil, entrevistas a rádios populares e visitas a núcleos evangélicos não fizeram a candidatura de Meirelles decolar. Meirelles, entretanto, não jogou a toalha, e diz que continua no páreo. Temer busca defender o seu legado, mas, como não se sente na obrigação de fazer um sucessor, não precisa necessariamente lançar um nome diretamente ligado ao governo. Parlamentares afirmam que o resultado de ambos não é ruim: o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que já concorreu à Presidência e comanda o maior estado do país, aparece no Datafolha com apenas 7%.

Rodrigo Maia também procurou minimizar os resultados da pesquisa Datafolha. Para o presidente da Câmara, o dado mais importante é a taxa de rejeição. O percentual dos que rejeitam o presidente da Câmara é de 21%, atrás de Michel Temer (60%), Fernando Collor (44%), Lula (40%), Jair Bolsonaro (29%), Geraldo Alckmin (26%), Luciano Huck (25%) e Marina Silva (23%).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.