Real Cores

Ministério Público pode investigar falta e sobra de UTIs em Goiânia




A Área de Saúde do Ministério Público Estadual pode investigar a estranha falta de vagas de UTI na rede municipal de saúde da capital. 

Todos os dias entre 30 e 40 pessoas ficam na fila da morte aguardando vaga, mas os números mostram que 40% das UTIs estão ociosas. 

As autoridades de saúde não estão dando conta de colocar quem precisa de vaga nas vagas existentes. Falta competência, comunicação, vontade e respeito aos pacientes que estão entre a vida e a morte. 

A Secretaria de Saúde alega que um sistema de informática recém implantado vai resolver o problema. Mas isso já foi prometido desde o ano passado e a fila da morte continua grande mesmo havendo vagas de UTIs à disposição.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.