Real Cores

Preso por estupro, ex jogador do Botafogo é ameaçado de morte no presidio.




Preso por suspeita de estupro de vulneráveis, o ex-jogador Jobson Leandro Pereira pediu para ser transferido porque alega estar sofrendo ameaças dentro da cadeia pública de Colméia. As informações são do advogado Josenildo Ferreira. Ele disse  que os presos estavam tentando extorquir o atleta, ao pedir R$ 300 por semana.
A Secretaria Estadual da Cidadania e Justiça informou que o Jobson continua preso em Colméia e aguarda uma decisão judicial quanto ao seu pedido de transferência de unidade. Disse também que ele não sofreu nenhuma agressão por parte dos outros detentos.
Jobson foi preso em junho de 2016 por cumprimento a um mandado de prisão preventiva. De lá para cá, ele foi solto duas vezes, mas descumpriu medidas estabelecidas pela Justiça para a liberdade condicional e voltou para a prisão.
O advogado contou  que na cadeia de Colméia não tem uma cela específica para presos provisórios. por causa disso ele estava junto com os presos do regime semiaberto, aqueles que têm a autorização de sair durante o dia para trabalhar.
Mas, neste mês, o ex-jogador ficou por alguns dias em uma cela com presos já condenados, momento em que teria sido ameaçado de morte por eles. “Ele vem sendo ameaçado por causa do crime que ele responde. O preso não quer saber se ele é suspeito ou culpado”, contou Ferreira.
Diante do caso, o advogado disse que o diretor da cadeia pediu à Justiça que Jobson fosse transferido para Paranã. “Nessa cidade, ele ficaria muito distante da família e de mim, que sou advogado. Então pedi para ele ser transferido para Colinas do Tocantins.”

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.