Real Cores

Violência no Rio é espalhada e, por isso, mais ‘visível’



Na primeira entrevista coletiva da equipe de intervenção no Rio, o general Walter Souza Braga Netto disse que vai fortalecer as corregedorias para “valorizar o bom policial” e atacar a falta de efetivo das polícias. 

O interventor prometeu um choque de gestão. O chefe de Comunicação do Comando Militar do Leste, coronel Carlos Frederico Cinelli, assegurou que comandantes de batalhões da PM “serão substituídos” se não apresentarem resultados. Os Correios anunciaram ontem a cobrança de R$ 3 para envios à capital fluminense, por causa do impacto da violência no custo das entregas.


Questionado sobre a situação da violência no Rio ser tão ruim quanto parece, o interventor federal, general Walter Braga Netto, balançou o dedo indicador, dizendo que não, e emendou: “Muita mídia”. Dados do anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostram que, em parte, ele tem razão.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.