Real Cores

Boff: Marielle era uma mulher extraordinária.





O escritor e teólogo Leonardo Boff manifestou solidariedade à vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (Psol), morta a tiros na noite desta quarta-feira (14) na região central da capital fluminense.

De acordo com o estudioso, a parlamentar "era uma mulher extraordinária, negra, liderança na favela da Maré, com as novas políticas do PT se formou em sociologia". "Tinha sempre um sorriso nos lábios. Onde aparecia o astral se transformava. Deus, por que permitistes que fosse assassinada?", questionou.

Mariella foi morta dentro de uma carro, depois de sair do evento no Bairro da Lapa,As investigações iniciais apontaram que Marielle não tinha o hábito de andar no banco traseiro do carro, mas ela estava no banco traseiro quando o crime ocorreu, o que levar a crer que os criminosos já vinham observando a vereadora. A Polícia também acredita que o assassinos seguiram a parlamentar por cerca de quatro quilômetros. Eles efetuaram os disparos cerca de dois metros do carro onde estava a parlamentar.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.