Real Cores

Cresce chance de Lula ganhar o Nobel da Paz


No início do mês, Lula foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz de 2018 pelo escritor argentino Adolfo Perez Esquivel, que ganhou o prêmio em 1980. Agora, o Parlamento do Mercosul se une a Esquivel no apoio ao nome de Lula. Devido à revolta que explode mundo afora com a perseguição a Lula, o ex-presidente está sendo visto como sério candidato ao prêmio.
Devo explicar por que o apoio de Esquivel a Lula fará com que o ex-presidente entre na disputa oficialmente.
O Comitê Nobel Norueguês, formado por pessoas indicadas pelo Parlamento daquele país, é quem entrega o prêmio Nobel da Paz. Esquivel é uma dessas pessoas e ele indicou Lula, o que faz dele um candidato oficial na disputa pelo prêmio.
O anúncio dos ganhadores é feito até meados de novembro e a premiação ocorre em 10 de dezembro, data de nascimento de Alfred Nobel. Esse cientista sueco descobriu, em 1865, a receita química que resultou na dinamite. Apesar de ter criado o explosivo, Nobel sempre apoiou movimentos pacifistas e deixou sua fortuna para criação de um prêmio pacifista.
 A candidatura de Lula ao Nobel está crescendo e acaba de ganhar um reforço de peso. A bancada progressista do Parlasul, o Parlamento do Mercosul, defendeu a indicação do nome do ex-presidente para o prêmio Nobel da Paz.
O Parlamento do Mercosul, também conhecido como Parlasul, é composto por parlamentares indicados pelos Estados-parte do Mercosul: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela e tem 139 parlamentares oriundos de cada um desses países.
A candidatura de Lula ao Nobel da Paz é um dos fatores que torna um grande problema para o Brasil a prisão de Lula. Imagine você, leitor, se chegarmos ao segundo semestre de 2018 com Lula indicado a esse prêmio estando preso, com a população se dividindo em enfrentamentos nas ruas entre os pró Lula e anti Lula em pleno processo eleitoral.
Ao mesmo tempo, na ONU, o processo de Lula contra o Brasil por violação de seus direitos humanos é aceito – e, creia-me, será aceito.
Em seguida, sob indignação internacional cada vez maior, Lula ganha o prêmio com base, sobretudo, na prisão ilegal a que poderá estar submetido.
Essa é a fórmula do caos social, político e institucional que essa mídia psicótica está tentando produzir no Brasil. Querem prender Lula como se não houvesse amanhã, como se a prisão de Lula fosse resolver todos os problemas de uma direita que, cada vez mais, vai descobrindo que chegará sem votos à eleição deste ano.
Pelo menos para presidente…
Vamos aguardar com serenidade. O tempo é o senhor da razão. Basta que continuemos a dizer a verdade e a espalhar a verdade. O resto acontecerá por inércia.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.