Real Cores

Denúncia: Prefeitura de Goiânia abandona mais de 5 mil crianças




A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria de Educação, não renovou o convenio com as Creches Filantrópicas de Goiânia. Com isto as instituições não receberam os meses referente a Janeiro, fevereiro e março e não tem expectativa de receber os próximos meses dada a situação.

Uma fonte disse ao Jornal Argumento que estas Creches filantrópicas atendem atualmente mais de cinco mil crianças e, como não houve  por parte da Secretaria de Educação Municipal a renovação do convenio, não se sabe como serão mantidas  as milhares de crianças em tempo integral. “Até hoje estamos honrando nosso compromisso com a sociedade e com a população de baixa renda, porem não sabemos até  quando conseguiremos.” Afirmou

Além de não ter renovado o convenio com as creches, a Secretaria de Educação Municipal pagava,  até o fim do ano passado,  o valor mais baixo do País por cada criança na creche. 

“Recebíamos R$ 150,00 reais por criança/mês, o valor mais baixo do Brasil. Em Cuiabá, por exemplo, o município repassa R$ 200,00 por criança. Já em São Paulo o valor chega a R$ 500,00.” Afirma nossa fonte.

Outra denuncia diz respeito aos valores repassados para as creches pelo Governo Federal  “todo ano somos obrigados a fazer uma espécie de censo no FUNDEB -  O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica -  para comprovar a existência e quantidade das crianças atendidas pelas creches filantrópicas. 

O FUNDEB repassava R$ 400,00 por criança para a Secretaria de Educação de Goiânia, mas a Secretaria de Educação  repassava apenas R$ 150,00 para as creches, alegando gastos com a manutenção do convenio com órgão federal,   mas sem  prestar conta às Creches.

“Nossa situação é tão critica que nem podemos cobrar da Secretaria de Educação os valores vencidos porque o Secretário de Educação não renovou nossos convênios. Então como vamos cobrar? Nós acreditamos na palavra do dele  e mantivemos o atendimento até hoje sem nenhuma garantia, apenas a palavra do Secretário.” Lamenta.

Diz ainda nossa fonte que o Secretario de Educação “afirmou que o contrato já estava na procuradoria para analise e que também haveria um aumento para R$ 400,00 por criança. 

Cansados de esperar fomos à procuradoria quando fomos informados que não existia nenhum contrato com as creches. Uma tremenda covardia, pois acreditamos na palavra do Secretário que nos enganou.” Diz em tom de revolta.



Diante do caos que chegou aos CEMEIS, que vão reduzir o tempo em que o aluno ficará na instituição,  agora pode ser a vez das Creches Filantrópicas ter que dispensar mais de cinco mil crianças hoje atendidas em tempo integral. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.