Real Cores

Dois homens são presos após venderem diplomas falsos em Goiânia.


Dois homens foram presos após serem pegos em flagrante comercializado diplomas falsos em Goiânia. De acordo com o delegado que acompanha o caso, Eli José, eles foram presos em dias e locais diferentes, mas praticavam o mesmo crime. Os suspeitos vendiam certificados do ensino médio por R$400 reais.

O primeiro suspeito, Thiago Gonçalves Bastos, de 29 anos, foi preso no último dia 5, no Setor Coimbra; e o segundo, Fábio Alves da Silva, de 34 anos, na sexta-feira (9), no Setor Bueno. Os dois foram presos depois que a polícia começou a investigar o caso de falsificação de diplomas na capital.

No momento da prisão, os dois confessaram que fabricavam os certificados de escolas estaduais e vendiam. De acordo com a Polícia Civil, Fábio Alves da Silva tem passagens por tráfico de drogas e receptação de veículos.

No momento das prisões apenas um diploma foi encontrado, já que os suspeitos conseguiram esconder os demais. De acordo com o delegado Eli José, os compradores também podem responder por processo.

“Agora nós estamos identificando os compradores dos diplomas falsos para que possamos ouvi-los e saber se eles compactuaram com o crime ou se foram enganados. Caso seja comprovado que os compradores sabiam da falsificação, eles podem responder por estelionato”, explica o delegado.

Os dois presos foram encaminhados para a Central de Flagrantes onde foram autuados no artigo 297 de falsificação de documento público e pode pegar até 6 anos de prisão. O delegado reforçou que as investigações continuam e que esperam prender mais pessoas que praticam o mesmo crime.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.