Real Cores

Estudante que teve o corpo queimado após ataque continua em estado grave


A estudante que teve o corpo queimado após ataque de desconhecida em São Luís dos Montes Belos, no último dia 16, continua em estado grave. Beatriz Carneiro de Araújo, de 20 anos, ficou gravemente ferida após ser atacada por Fabiana Dias da Silva Almeida, de 38 anos. A mulher ateou fogo no carro da vítima, que teve 45% do corpo queimado.

Beatriz segue sob os cuidados da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Queimaduras de Anápolis. Segundo, o advogado da família, Marcelo Borges, a paciente passou por uma cirurgia nesta terça-feira (26). De acordo com o último boletim médico da unidade, Beatriz está estável, consciente e respirando sem o auxílio de aparelhos.

Marcelo relatou que nem Beatriz nem qualquer familiar da garota conhecem ou tiveram contato com Fabiana. No dia do crime, a jovem apenas estacionou o carro em frente a casa da suspeita e, posteriormente, a mulher, de posse de uma marreta, quebrou o vidro do lado do motorista, jogou álcool e ateou fogo em Beatriz.

Suspeita

Fabiana, que ateou fogo na vítima, foi presa em flagrante no mesmo dia do crime. De acordo com o delegado Victor Avelino, responsável pelo caso, a mulher não quis declarar nada em seu depoimento. “Ela fez o uso de seu direito constitucional de permanecer em silêncio e, posteriormente, foi recolhida na cadeia da cidade”, explicou.

O advogado lembrou ainda que a mulher já possui histórico violento. Em 2015, ela ameaçou uma vizinha com um revólver calibre 38 pelo fato de a vítima ter varrido a calçada e algumas folhas acabaram indo parar na casa de Fabiana. “Esse processo ainda corre na comarca de São Luis. Lutamos para que ela não seja declarada como uma pessoa com sanidade mental prejudicada, pois uma pessoa que já tentou matar outra e ateou fogo em uma jovem aleatoriamente sabe muito bem que está fazendo”, apontou.

A suspeita passou por audiência de custódia e teve a sua prisão preventiva decretada. No presídio, ela ficará detida até a data do julgamento.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.