Real Cores

Na Assembléia Legislativa Mulheres denunciam agressão durante ato público.





Centenas de mulheres ligadas a movimentos sociais e camponeses acamparam, nesta quarta-feira (7), em frente à Assembleia Legislativa do Estado de Goiás com o objetivo de celebrar de forma crítica o Dia Internacional da Mulher. Durante o ato, contudo, houve tumulto quando as manifestantes tentaram entrar na Casa para se proteger da chuva.

Segundo informações da comissão organizadora do ato, o tumulto aconteceu por voltas das 16h40. “As mulheres estavam entrando para se abrigar e umas delas entrou com um colchão. Os policias não gostaram e elas foram recebidas com socos e pontapés, há mulheres machucadas aqui”, contou Ângela Cristina, uma das organizadoras e membro do Comitê Goiano de Direitos Humanos Dom Tomás Balduíno.

Segundo a diretora do Sindicato dos técnico-administrativos das IFES em Goiás, Michely Coutinho, da comissão organizadora, a situação foi normalizada cerca de uma hora depois. “Foi negociada a ocupação e as mulheres realizaram uma roda com debate em seguida”, disse. Durante todo o dia foram realizados debates, oficinas e ciranda com as crianças.

O ato público, que começou por volta das 7 horas, envolveu mulheres ligadas a várias entidades, como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento Camponês Popular (MCP), Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Comitê Goiano de Direitos Humanos Dom Tomás Balduíno.



Em nota, a assessoria do presidente da Casa, José Vitti (PSDB), lamentou o ocorrido e reiterou que o grupo que ocupou a Casa, não cumpriu o acordo de permanecer no pátio durante as atividades em plenário. Diante a situação, as pessoas envolvidas foram contidas e, para isso, houve o uso de spray de pimenta, mas alega que não houve violência ou feridos durante o incidente.

A nota também informa que, após o término das atividades na Casa, o saguão e os banheiros do local ficaram a disposição das manifestantes que passaram a noite acampadas e que líderes do movimentos foram recebidos pelo deputado.

Dia da Mulher

Na programação desta quinta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, está prevista uma Marcha pelas ruas de Goiânia. A concentração será às 8 horas.

O evento reúne mais de 60 entidades de mulheres do campo e da cidade. Entre as principais pautas da manifestação estão o combate à violência contra a mulher e promoção da saúde e aposentadoria digna para as trabalhadoras do campo e da cidade.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.