Real Cores

Padrasto atropela e mata menino de dois anos de idade em Iporá.



Na manhã desta quinta-feira (8), um caso de atropelamento surpreendeu habitantes da cidade de Iporá, a 230 quilômetros da Capital. Ao retirar de ré um veículo da garagem, Patrick Luiz dos Santos (36) atingiu o afilhado, cujo nome não foi divulgado, de dois anos de idade. A criança foi levada ao hospital municipal da cidade, onde o óbito foi constatado.

De acordo com informações da Polícia Civil, Patrick era namorado da mãe do menino e morava na cidade há um ano, vindo de São Paulo. O homem foi ouvido na delegacia. O Mais Goiás não conseguiu contato telefônico com o delegado Ramon Queiroz.

Segundo relatos da Polícia Técnico-Científica, o padrasto não viu a criança enquanto realizava a manobra, embora ainda esteja analisando o caso. “As informações que apuramos são de que o padrasto foi tirar o veículo que é automático, efetuou a ré e não viu que o menino estava atrás do carro. A mãe chegou em seguida e removeu a criança do local para tentar salvá-la. Informações preliminares levam a crer que a criança morreu no local do acidente. Agora, vamos analisar o caso”, afirma Ercimar Vieira, perita criminal e coordenadora do núcleo da corporação em Iporá.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.