Real Cores

Cármen Lúcia assumirá a presidência de novo


A linha sucessória brasileira se transformou em mais um problema político: os presidentes da câmara e do senado, a despeito de serem investigados e alvos de diversas acusações do ministério público, também são candidatos e também estão vetados pela lei eleitoral para assumirem a presidência da república.

Isso os obriga a agendarem viagens internacionais toda vez que o titular do cargo viaja para o exterior, o que além de contrariá-los acaba por colocar em cena a presidente do Supremo Tribunal Federal, a ministra Cármen Lúcia, institucionalmente a 5ª na linha sucessória.
“Temer deve embarcar do Brasil no dia 5 de maio e passar por quatro países da região. Nos dias 7 a 9, o presidente visitará Cingapura. Na sequência, vai a Bangkok (Tailândia), onde deve chegar dia 9 e partir dia 10. Depois, entre os dias 10 e 12, visitará Jacarta (Indonésia). E por fim, passará outros dois dias em Hanói (Vietnã). 
(...)
As viagens de Temer têm irritado os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE). A irritação se deve ao fato de que terão de se ausentar do Brasil durante a campanha eleitoral, quando o democrata quer disputar o Planalto e o emedebista, reeleição.”
Leia mais aqui.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.