Real Cores

Grupos pró e contra Lula ficarão separados na Esplanada.


Assim como no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, a Esplanada dos Ministérios em Brasília será novamente dividida para os protestos marcados para essa quarta-feira em torno do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Do lado norte, ficará o grupo a favor de Lula. Do lado sul, estarão os contrários ao pedido do petista no Supremo Tribunal Federal (STF) para não ser preso até se esgotarem os recursos na Justiça sobre a condenação no caso do triplex de Guarujá (SP). Os organizadores dos movimentos estimam que o protesto reunirá até 20 mil pessoas.

Em cada lado serão permitidos até três carros de som. Desde a altura da Catedral até o limite com a Alameda dos Estados haverá duas fileiras de grades vazadas da Polícia Militar. No espaço entre elas, policiais ficarão posicionados a fim de evitar contato entre os dois grupos. O esquema montado pela Secretaria de Segurança proíbe a entrada de uma série de itens, entre eles fogos de artifício, sprays, bonecos infláveis grandes e produtos inflamáveis. Haverá pontos de revista dos manifestantes antes da entrada ao gramado do canteiro central da Esplanada.

Os dois sentidos da Esplanada ficarão fechados para carros a partir de meia-noite de quarta. A Secretaria de Segurança explicou que esse tipo de medida não é exclusivo para a manifestação de quarta-feira, pois está previsto no Protocolo Tático, firmado em abril de 2017 por 48 instituições públicas locais e federais, para toda manifestação que requer um controle maior por parte dos órgãos de segurança.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.