Real Cores

Idosa sofre ataque cardíaco poucos minutos após tomar vacina contra o H1N1


Um idosa de 69 anos morreu na manhã desta quarta-feira (18) em frente ao Centro Municipal de Vacinação (CMV), no Setor Pedro Ludovico em Goiânia, logo após ser imunizada contra a gripe. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), é prematuro associar a morte a uma possível reação à vacina.

A idosa foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) após passar mal e desmaiar na porta do CMV, logo após tomar a vacina. Segundo a SMS, a principal suspeita da morte é infarto agudo do miocárdio, já que a senhora tinha problemas cardíacos e fazia tratamento com médico especializado.

A SMS reiterou ainda que a bula da vacina não apresenta nenhuma relação entre o produto e casos de morte súbita. De todo modo, a morte da idosa vai ser investigada pelo Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) e só após exames é possível determinar com certeza o que houve.

Leia a nota enviada ao MAIS GOIÁS pela Secretária Municipal de Saúde:

“A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) informa que é prematuro relacionar que o óbito registrado no Centro Municipal de Vacinação (CMV) na manhã desta quarta-feira, 18, foi provocado pela vacina contra a gripe. As causas serão investigadas pelo Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) da Capital. A suspeita é que o motivo da morte seja infarto agudo do miocárdio.

A SMS esclarece que a bula do imunobiológico não apresenta nenhuma relação das doses com morte súbita. A vítima recebeu assistência pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Por fim, a Secretaria ressalta que as vacinas são seguras e bem toleradas. Já foram administradas mais de 100 mil doses desde o início da campanha e nenhuma notificação de evento adverso pós-vacinação grave foi notificado.”

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.