Real Cores

Prefeitura de Goiânia: Omissão na saúde provoca mais uma morte



Uma criança de 2 meses de vida é a mais recente vitima do caos na saúde pública em Goiânia. Domingo os pais levaram o bebê ao Cais de Campinas. Estava passando mal e com febre. Foi ignorada e desprezada. Os pais correram e levaram o bebê ao Hospital Materno Infantil onde aconteceu a mesma coisa, os profissionais ignoraram e desprezaram a dor do bebê. 

Novamente os pais buscaram socorro no Cais de Campinas, pois, por incrível que pareça, em uma cidade do tamanho de Goiânia apenas a unidade e o Cais do Novo Mundo possuem médicos pediatras. Depois de muita insistência atenderam a criança e a colocaram num respirador enquanto a vaga em uma UTI não era liberada.

A vaga não apareceu e infelizmente só quando o bebê de 2 meses morreu é que a Central de Regulação anunciou a liberação da vaga. Não dava mais tempo, a morte chegou primeiro.

Mais um assassinato ocasionado pelo caos e a omissão na saúde e a falta de respeito à vida da prefeitura de Goiânia, que já está sendo chamada nas redes sociais de "prefeitura assassina".

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.