Real Cores

Uma profissional da saúde estar entre o caso da H1N1.


A enfermeira Katiane Melo é o segundo profissional de saúde entre os casos suspeitos de H1N1 em Goiânia. Ela ficou internada por cerca de 20 dias no Hospital do Rim, parte deles na UTI, e recebeu alta no domingo (1º), mesmo dia em que o pediatra Luiz Sérgio de Aquino Moura, de 57 anos, morreu cons suspeita da doença. De acordo com colegas, Katiane se recupera em casa e ainda não há uma data para seu retorno ao trabalho.

Katiane trabalha em duas maternidades de Goiânia, uma pública e outra particular. Colegas afirmam que a profissional buscou ajuda médica assim que apresentou os primeiros sintomas da doença.

A enfermeira usou suas redes sociais para dizer aos amigos que já está em casa e se recupera bem. Ela diz que ainda realiza alguns procedimentos indicados por médicos, se sente um pouco cansada, mas está melhor e agradece todo o apoio que recebeu desde a internação.


Katiane ficou seis dias internada em isolamento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e disse que os dias de recuperação não foram fáceis

A Secretaria Estadual de Saúde informou que o caso da enfermeira está sob análise, assim como a causa da morte do pediatra. Os profissionais de saúde fazem parte do grupo prioritário para vacinação contra a gripe

Da Redação por Leila Lais

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.