Real Cores

Vaza áudio de Chico Pinheiro em defesa de Lula e direção da Globo adverte jornalistas.



Pouco tempo após a prisão do ex-presidente Lula (PT), correu nas redes sociais um áudio do jornalista Chico Pinheiro em defesa do petista. O apresentador do Bom Dia Goiás teria enviado o áudio em um grupo fechado de WhatsApp, com outros jornalistas, intelectuais e políticos de esquerda.

“Realizaram o fetiche. O fetiche deles era Lula na cadeia. Não foi do jeito que eles queriam, mas foi”, ouve-se. “Que o Lula tenha calma e sabedoria, inspiração divina para ficar quieto onde ele está”, continua o áudio. “A direita está louca, os coxinhas estão perdidos”.

No dia seguinte, de acordo com o site Notícias da TV, Ali Kamel, diretor-geral de jornalismo da Rede Globo, enviou um e-mail a todos os jornalistas da emissora, alertando-os sobre demonstrações de preferências políticas, sobretudo nas redes sociais. “Não se pode expressar essas preferências publicamente nas redes sociais, mesmo aquelas voltadas para grupos de supostos amigos”, lê-se no e-mail.

“Uma vez que [essas opiniões] se tornem públicas pela ação de um desses amigos, é impossível que os espectadores acreditem que tais preferências não contaminam o próprio trabalho jornalístico, que deve ser correto e isento”, continua. O texto reforça ainda que estamos em ano de eleições e tais contratempos atrapalham os jornalistas nas coberturas políticas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.