Real Cores

Carreta de Goiânia é apreendida no Piauí com 22 mil maços de cigarro traficados


Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Piauí se surpreenderam com tecnologia utilizada por bandidos para contrabandear cigarros obtidos no Paraguai. Equipada com mecanismo hidráulico que permitia o acondicionamento de 22 mil maços uma carreta bitrem, sua carga, e uma caminhonete utilizada para avisar via rádio sobre a presença da polícia foram apreendidos. Dois homens foram presos. Segundo a corporação, os veículos tinham placas de Goiânia e saíram da Capital rumo à cidade de Juazeiro do Norte, no Ceará.

De acordo com o PRF Fábio Ramalho, a carga que pesava mais de 20 toneladas foi encontrada em uma abordagem de rotina, realizada em um posto de combustíveis do quilômetro 290 da BR-316, no município de Picos, Centro-Sul do Piauí. “A equipe estava fazendo ronda, viu o a carreta bitrem estacionada, com motor em funcionamento e com o motorista na cabine. Aparentemente, estava transportando óleo vegetal, segundo identificação no veículo. Na abordagem policiais constataram que não havia óleo e, pelo nervosismo do condutor, desconfiaram de que havia algum ilícito”.

Também nas proximidades do caminhão estacionado havia uma picape utilizada como batedora do contrabando. “Viajavam juntos. Estava equipada com rádio e antecipava a passagem na rodovia para conferir se havia polícia fiscalizando. Caso não tivesse, dava o sinal verde para o condutor do bitrem trafegar”. Além da carga e dos veículos, a PRF apreendeu cinco aparelhos de celular e R$ 3.760 em espécie. Presos, os condutores confessaram que foram contratados por R$ 10 mil para realizaram o transporte até o Ceará.

Nesse contexto a carreta e o carro foram conduzidos para a delegacia, onde policiais encontraram, no bitrem, um mecanismo hidráulico que, acionado, dava acesso à carga traficada. “Ele abria um compartimento no tanque, através de um sistema de ar. Os cigarros estavam em compartimentos adaptados com chapas metálicas e soldas, na tentativa de ludibriar a fiscalização. Ninguém disse nada, tivemos que encontrar. A carga pesava 20 toneladas e é avaliada em mais de R$ 600 mil”, revela Ramalho.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.