Real Cores

Em manifestação, trabalhadores pedem ampliação do funcionamento da Feira Hippie

   O grupo conseguiu 22 assinaturas de vereadores para ampliar funcionamento. (Foto: Ana Paula        Almeida)

Cerca de 600 feirantes da Feira Hippie de Goiânia se manifestaram na manhã desta terça-feira (8) na Câmara Municipal pedindo a ampliação no funcionamento da feira. Hoje a autorização fornecida pela Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo (Seplam) é que as barracas sejam montadas na madrugada dos sábados, mas o grupo reivindica que permissão seja condecida a partir de sexta-feira.

De acordo com o presidente da Associação dos Feirantes da Feira Hippie, Valdivino da Silva, os dias de sábado e domingo já não são tão atrativos para o comércio da feira, pois muitos clientes vem do interior na sexta-feira e retornam no dia seguinte para suas cidades. Ele conta também que muitos trabalhadores precisam vir de longe para montar as suas barracas, então eles querem ter mais tempo para trabalhar na montagem. Devido ao problema, Valdivino conta que muitos feirantes estão deixando o local e indo trabalhar como camelôs nas ruas.

O grupo se manifestou por cerca de 3 horas na Câmara e conseguiu cerca de 22 assinaturas de vereadores que são a favor da ampliação do funcionamento da feira. Agora eles tentam agendar uma reunião com o prefeito Iris Rezende para entregar o documento e tentar chegar num acordo. A reunião não tem data prevista, mas eles esperam se reunir na próxima semana.

Em nota, a Prefeitura de Goiânia informou que as solicitações dos feirantes estão sendo analisadas e, no momento, promove estudos sobre os impactos dessas mudanças, avaliando a configuração do espaço a partir da implantação do BRT e a revitalização da Praça do Trabalhador. O resultado desta análise está prevista para o final do ano, já que são inúmeras questões em avaliação. Até lá os trabalhadores terão que cumprir a lei vigente de forma integral.

Confira a nota na íntegra.

Sobre as questões que envolvem a Feira Hippie, a Prefeitura de Goiânia informa que as solicitações dos feirantes estão sendo analisadas e, no momento, promove estudos sobre os impactos dessas mudanças, avaliando a configuração do espaço a partir da implantação do BRT e revitalização da Praça do Trabalhador. Até que se tenha o resultado de todo esse processo de análise; que está previsto para o final do ano, pois são inúmeras questões em avaliação; é necessário que a lei vigente seja cumprida de forma integral.

Segundo a legislação, constante no Decreto nº 1173, de 4 de maio de 2016, o horário de funcionamento da Feira Especial – Feira Hippie é definido com montagem das bancas após 20h de sexta-feira e funcionamento de 6h do sábado às 15h de domingo. A Sedetec é incumbida da organização e controle da feira, e a Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh) é responsável pela fiscalização, nos termos do Decreto nº 2.835, de 03 de dezembro de 2014. Nesta lei, em seu Artigo 17, § 4º, há a seguinte determinação: “As bancas e mercadorias encontradas fora dos horários especificados serão apreendidas, sujeitando-se o infrator às penalidades legais.”

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.