Real Cores

O que a greve dos caminhoneiros não mostra.





No governo Lula foi implantando um sistema de subsidio à maioria dos caminhoneiros do Pais. O incentivo que o governo federal dava aos transportadores fez  com que se transformasse em  um bom negocio ter caminhão a serviço de transportes. Tanto assim que empresários de setores distintos ao de transporte começaram a comprar veículos e coloca-los para o transporte, principalmente, de combustíveis.


Mas como no Brasil sempre  existem pessoas mal intencionadas e principalmente muito espertas, começou a se formar a “Máfia dos Caminhões” o esquema era feito da seguinte maneira: Ao carregar o caminhão, principalmente de combustível, a nota fiscal indicava que o frete seria para uma cidade distante do local do abastecimento. Porém a maioria das descargas aconteciam a poucos quilômetros do local onde eram carregados.


Desta forma, o dono do caminhão tinha um lucro considerável, Tão considerável  que dava para pagar a prestação do caminhão financiado e ainda havia uma sobra.  Mesmo com o reajuste no preço do combustível não havia greve porque o incentivo dado pelo governo superava em muito o que representava o reajuste nas bombas.


No segundo ano do governo Dilma, o beneficio foi cancelado. Assim, passou a existir a lei da procura e da oferta,  uma mudança que colocou o preço do frete dentro da realidade.  A primeira movimentação por parte dos empresários foi exigir que o Governo continuasse com o incentivo. Como não conseguiram o objetivo, começaram   a  bloquear  as estradas do  País.
  


3 comentários:

  1. EXEMPLO DE MENTIRA


    Ouviram o galo cantar sem saber onde. Não é verdade que o governo Lula implantou um subsídio aos caminhoneiro. Foi o governo de FHC que sancionou a Lei da CIDE, para ressarcir as distribuidoras pelos custos de transporte para levar os combustíveis, todo e não apenas o diesel, aos Municípios, de modo que os preços fossem uniformes em todos o País: falo da CIDE, que já no governo Lula começou a ser reduzida para compensar a burrada de o dito cujo ter congelado o preço da gasolina nas refinarias, culminando com estupidez maior de Dilma zerar a CIDE. Quem ganhava com os fretes fantasmas eram as distribuidoras, que, mensalmente, apresentam faturas de fretes à Petrobras, para serem ressarcidas com a arrecadaçao da CIDE e, como esta está aviltada, a de gasolina é 0,10/litro e devia ser 0,86/litro, e a do diesel é 0,05/litro e devia ser 0,39/litro, e as demais CIDE (de GLP, de QAV e outras) estão zeradas, logo, falta CIDE para ressarcir os fretes verdadeiros e os falsos, então, a Petrobras ressarce os custos de fretes das distribuidoras com parte de seus preços. Em suma, FHC criou a CIDE e Lula e Dilma se encarregaram de desrespeitar uma Lei, a Lei da CIDE, Lei 10.336/2001, e não apareceu nenhuma autoridade para contestar, nem mesmo o Fiscal das Leis, o Ministério Público, que faz junto com a Polícia Federal um trabalho exemplar na Lava Jato contra a Corrupção, mas, precisa fazer o mesmo punindo os que desrespeitam as Leis, e falo de Lula, de Dilma e de Temer.


    EXEMPLO DE INCOMPETENCIA


    Bolsonaro diz que é contra o aumento do diesel, porém, não diz como viabilizar redução do preço, algo próprio de quem nunca governou um Município, ou um Estado, ou administrou um armazém. É preciso o eleitor ser idiota para não perceber a absoluta ignorância do candidato. E sobre esse mesmo assunto devem estar mais perdidos que cego em tiroteio as marinas da silva e os ciros gomes, estes, inclusive ameaçando criar impostos sobre os mais ricos sem dizer o que entende por mais ricos, será que pensa em aumentar o imposto de renda, criando alíquotas para os que ganham mais, sera que quer tributar heranças, será que quer tributar grandes fortunas. Se o cara não põem as cartas na mesa fica parecendo coisa de falastrão


    EXEMPLO DE HONRADEZ E ÉTICA


    Já foram oradores da solenidade de formatura da Universidade Notre Dame, nos EUA, os ex-presidentes dos EUA Barack Obama, George W. Bush e Ronald Reagan, e outras autoridades. É uma grande honra sabermos que John Jenkins, Presidente da Universidade, convidou o Juiz Sérgio Moro como orador da solenidade de formatura, por considerar o magistrado exemplo de quem vivencia valores que devem inspirar os formandos, entre os quais a luta pela justiça, sem medo ou favor. Em seu discurso, Moro disse: “Ninguém está acima da Lei. Esse deve ser o princípio para a estabilidade da Democracia no Brasil. O alicerce das nações democráticas é o Estado de Direito. Significa todos com direito a igual proteção da Lei. É preciso proteger os vulneráveis, mas, também, que ninguém fique acima da Lei”. Ao final, deixou mensagem de garra aos formandos: Nunca desistam de lutar por uma boa causa. Se a causa for justa vocês nunca estarão sozinhos. Seus comportamentos podem inspirar outros. E e não se rendam ao mal da corrupção ou da desesperança Cerca de 21 mil pessoas compareceram ao evento. Moro foi aplaudido de pé, uma honra para os brasileiros que recentemente viram o Brasil achincalhado na mídia local e internacional por ter um ex-presidente preso como ladrão e chefe de ladrões.



    ResponderExcluir
  2. EXEMPLO DE COMPETÊNCIA


    Os eleitores que estão manifestando vontade de serem governados por incompetentes merecem ouvir o cara que chamou o eleitor de burro e disse que mulher só pensa quando com homem na cama dizer, em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, que o PSDB se aliou ao PMDB para dar golpe de Estado, o impeachment de Dilma. Golpe? Ou esse cara quer votos de petistas, mesmo depois de ter metido o pau no PT, ou nunca leu a Constituição do Brasil. Se a tivesse lido jamais diria que o impeachment foi golpe e, pior, fazendo coro aos ex-presidentes da França e da Espanha (derrotados nas urnas pelos eleitores) se manifestando contra contra a Constituição do Brasil. Não fosse ele o cara que chamou o eleitor de burro e disse que mulher só pensa quando deitada com homem na cama, diria, em respeito à Constituição do Brasil, que o impeachment de Dilma devia ter acontecido antes, uma vez que Dilma desrespeitou a Constituição diversas vezes e não apenas na que levou ao seu justo impedimento, e teria citado, mas não citou, o tremendo cambalacho que manteve os direitos políticos de Dilma, contra o que está escrito na Constituição. Vamos refrescar a memória do cara que chamou o eleitor de burro e disse que mulher só pensa quando deitada com homem na cama: muito antes do seu justíssimo impeachment, a presidente Dilma, querendo dificultar importação de carros, baixou decreto determinando cobrança de IPI imediata, sem respeitar a noventena estabelecida na Constituição, isso era motivo de impedimento, só faltou quem apresentasse, se é que não foi apresentado e engavetado, e mais, o cara que chamou o eleitor de burro e disse que mulher só pensa deitada com homem na cama devia saber que as importadoras entraram na justiça, reclamando perdas e danos, e o governo Dilma foi obrigado a indenizá-las com milhões da União, isso sim foi medida antipobre e antipovo e o tal cara ficou caladinho. Não bastasse o Estado, que foi governado por esse cara, que chamou o eleitor de burro e disse que mulher só pensa quando deitada com homem na cama, ser um dos de maior violência, é preciso repetir muitas vezes, para levar um pouco de luz aos que se comportam como cegos para toda luz, que o Centro de Liderança Pública, avaliando anualmente a performance dos 26 Estados e do Distrito Federal, computando 10 itens importantes, como capital humano, educação, eficiência da máquina pública, infraestrutura, inovação, potencial de mercado, sustentabilidade ambiental e sustentabilidade social, segurança pública, solidez fiscal, dando notas de zero a 100, coloca o Estado de São Paulo, governado por Geraldo Alckmin quatro vezes, como de melhor performance, com média de 87,8 (medida de 0 a 100). Não é por acaso que milhares de Nortistas e Nordestinos do Acre, do Ceará e outros Estados do Norte e Nordeste correm para São Paulo em busca de uma vida digna, e essa vida mais digna lhes pode ser dada nos seus Estados se os eleitores deixarem de ser abestados e votarem em quem já mostrou que sabe governar com competência. Eu vou votar em Alckmin, e você? Podemos elegê-lo no primeiro turno. Ele merece.

    ResponderExcluir
  3. Essa foto mostra a fragilidade do país que depende exclusivamente de um unico meio de transporte para abastecimento geral...

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.