Real Cores

Wilmar Rocha pode deixar a base aliada e fazer parte da base do prefeito Iris Rezende Machado







Wilmar Rocha (PSD) pode ser a próxima baixa na base aliada e de sustentação ao Governo de Goiás. A senadora Lucia Vânia foi a primeira a deixar o grupo governamental e se filiar ao PSB, alegando que não tinha espaço dentro da base e também ser preterida pelo PSDB. 

Wilmar Rocha deverá seguir o mesmo caminho da senadora e buscar espaço no grupo de Daniel Villela. A insatisfação de Wilmar, segundo informações nasceu ainda nas eleições de 2010 e o alvo era o hoje senador Ronaldo Caiado. Segundo informações Wilmar pediu apoio a candidatura de Caiado à Câmara Federal na base de prefeito dele, região norte do Estado, mas Caiado não convidou Wilmar para visitar os municípios onde mantem grande margem de votação. Caiado foi eleito pelo coeficiente eleitoral ou seja com os votos de Wilmar Rocha. 

Segundo informações, em 2014 Wilmar chegou a conversar por varias com o então candidato ao governo Iris Rezende machado pelo mesmo motivo. Wilmar e Caiado são mais que adversários políticos, são inimigos pessoais. Insatisfeito e distante do ex-governador Marconi Perilo Wilmar planejava abandonar a base governista. Foi preciso que  Marconi Perilo trouxesse o Presidente Nacional do PSD, Gilberto Kassab, para uma visita fora da agenda para convencer Wilmar Rocha a permanecer ao lado de Marconi. 


Agora Wilmar parece decido a abandonar de vez a base aliada, criada por ele, e buscar uma vaga para o senado em um partido grande. o MDB de Iris Rezende vê com bons olhos, tanto a chegada de Wilmar, como também uma aliança com o PSD.  



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.