Real Cores

Secretário de Saúde de Goias, Leonardo Vilela, diz que atendimento no Hospital de Urgência de Goiânia - HUGO - está normalizado.


A Secretaria de Saúde do Estado de Goiás, emitiu nota,  na tarde desta segunda feira, 11, afirmando que os atendimentos no hospital de urgência de Goiânia já retomaram a normalidade. Na nota o Secretário disse que fez uma visita ao hospital para acompanhar de perto a situação e, em conversa com pacientes e funcionários da unidade, atestou a funcionalidade dos atendimentos e também das cirurgias. 

A nota foi emitida após reportagem do Jornal Argumento  relatando que as cirurgias eletivas estavam suspensas e também a falta de medicamentos e insumos no hospital. Abaixo a integra da nota. 



"O atendimento no Hospital de Urgência de Goiânia (HUGO) está normalizado. Foi esse cenário que o secretário Leonardo Vilela encontrou na tarde desta segunda-feira, 11, quando visitou a unidade para acompanhar de perto os atendimentos. O secretário conversou com pacientes e esteve nas alas de enfermaria, na emergência, UTI e lavanderia, verificando, in loco, que todos esses setores estão funcionando normalmente, assim como as cirurgias eletivas estão sendo realizadas dentro da rotina normal.  

“Visitei o hospital para acompanhar se o atendimento estava normal. Ficou evidente que a unidade está abastecida e segue com sua rotina, ao contrário do que alguns veículos de comunicação noticiaram. A grande maioria das cirurgias eletivas canceladas já foi feitas no fim de semana, e não há falta de nenhum tipo de insumo básico”, comentou o secretário Leonardo Vilela.

Na quarta-feira (6) da última semana, o Hugo teve que suspender as cirurgias eletivas - os procedimentos programados - devido ao impacto da paralisação dos caminhoneiros ocorrida no país, o que provocou desabastecimento de alguns insumos. As cirurgias foram suspensas para priorizar os atendimentos de urgência e emergência. O situação foi normalizada na sexta-feira, 8, quando os procedimentos cirúrgicos não realizados começaram a ser feitos.

A direção da unidade informou que das 50 cirurgias que foram canceladas, 47 já foram realizadas e as outras três somente não aconteceram devido às dificuldades do quadro clínico dos pacientes. Para confirmar a normalidade do atendimento, foi informado pela direção que já estão sendo realizadas  40 cirurgias por dia, que é a média normal do Hospital. As 10 salas cirúrgicas da unidade funcionam 24 horas ininterruptas, e mais 10 leitos de Recuperação Pós-Anestesia (RPA) com suporte intensivo.

O diretor técnico do hospital, Ricardo Furtado, esclareceu que mesmo com a suspensão das cirurgias programadas, “o atendimento de urgência e emergência não foi afetado em nenhum momento”. “O trabalho foi desenvolvido para preservar os atendimentos de urgência, que é o perfil da unidade”, disse.

A operadora de caixa Maria Conceição da Silva, que foi internada no Hospital devido a um acidente de moto, realizou cirurgia na última sexta e elogiou o atendimento. “Estou muito satisfeita com a qualidade do atendimento. Confesso que não estava sabendo do problema de insumos e materiais, porque tudo o que precisei o hospital providenciou”, argumenta.

O mesmo aconteceu com Alexandre Campos, que também foi internado devido um acidente de moto. Ele disse que o hospital é uma referência, tanto no atendimento como na estrutura. “Muito melhor do que as unidades de Saúde do Distrito Federal, onde já fui atendido e não gostei”, destacou.

Cirurgias programadas no Hugo

As cirurgias eletivas no Hugo são somente aquelas relacionadas a internação inicial, chamadas de 2º tempo, e não estão ligadas àquelas realizadas em hospitais gerais eletivos. Portanto, os procedimentos cirúrgicos programados do Hugo são aqueles em pacientes que realizam, no primeiro momento, procedimentos cirúrgicos de urgência e emergência no Hospital para reduzir o risco de morte, e após precisaram realizar novas cirurgias, como as reparadoras e ortopédicas, que não são de urgência."

Assessoria de Comunicação Secretaria da Saúde

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.