Real Cores

Temer, Aécio e Maia, comando do golpe, em reunião clandestina na madrugada


Em encontro fora da agenda na noite/madrugada desta quinta, Michel Temer recebeu de forma quase clandestina Aécio Neves (PSDB) e Rodrigo Maia (DEM) na residência oficial. Aécio, praticamente banido da  vida pública do país, foi o grande impulsionador das articulações iniciais do golpe de 2016 -Temer tem uma dívida de gratidão com ele. Maia, pré-candidato à Presidência, mas que vem negociando o apoio de seu partido ora a Ciro ora a Alckmin, foi o condutor das antirreformas do golpe no Congresso.  
O jornalista Rodrigo Vianna anotou em seu perfil no twitter: "Encontro furtivo na noite de Brasília. Fora da agenda, às escondidas, odiado Temer se encontra com Maia (DEM) e Aecio 'tem que ser um que a gente mata' Neves (PSDB). Trataram de alianças? De matar Alckmin para lançar Doria? Ou mais golpe? Coisa boa não foi..."
Procurado depois que o encontro foi descoberto, o Planalto afirmou que tratou-se de uma reunião "normal"
O governo Temer é aprovado por apenas 3% dos brasileiros, conforme pesquisa Datafolha divulgada no último dia 10. Segundo o levantamento, 82% consideram o governo Temer ruim ou péssimo. Outros 14%, consideram regular a gestão do golpe.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.