Real Cores

Ideia de banir Lula por liminar perde força no TSE


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tende a dar ao ex-presidente Lula o prazo regulamentar para que ele defenda a própria candidatura presidencial, depois de protocolado o registro, no dia 15 de agosto. A  ideia de negar liminarmente o registro, cercada de pressões da imprensa e de partidos concorrentes, começa a ser descartada mesmo por magistrados que chegaram a defendê-la.
A informação é da colunista Mônica Bergamo. "Integrantes da corte ouvidos pela coluna afirmaram que o processo pode durar pelo menos 15 dias —ou até mais. “Podem criar todo tipo de incidente. A criatividade dos advogados é infinita”, diz um dos magistrados.
Ainda que dê alguma instabilidade ao início da campanha, a conclusão a que se está chegando é que o processo garantiria que a decisão final —de impedimento da candidatura, como é mais provável— não seja contestada." Leia mais aqui.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.