Real Cores

Zé Eliton consolida conquistas e propõe avanços em todas as áreas


Construído com foco no desenvolvimento humano e social, o Plano de Governo apresentado pelo governador Zé Eliton, candidato à reeleição pela coligação Goiás Avança Mais (PSDB, PSB, PTB, PSD, PPS, PR, SD, PV, Patriota, Rede e Avante) propõe consolidar conquistas alcançadas nas gestões do ex-governador Marconi Perillo e assegura novos avanços em todos os setores.
Desenvolvimento econômico, atração de empresas, geração de emprego, modernidade, inovação tecnológica, austeridade e promoção social norteiam os eixos do plano, que estão divididos da seguinte forma: Desenvolvimento Humano, Cidadania e Inclusão Social; Economia de Alta Competitividade, Tecnologia e Inovação; Qualidade de Vida na Cidade e no Campo; Sustentabilidade do Meio Ambiente e Governança e Eficiência da Gestão Pública.
Elaborado por meio do diálogo com a sociedade, o plano apresentado por Zé Eliton garante um futuro seguro para Goiás. Conquistas como o nível de excelência dos hospitais estaduais, os primeiros lugares no ranking do IDEB que o Estado vem alcançando nas últimas avaliações; equilíbrio fiscal, geração de empregos, o grande alcance dos programas sociais, dentre outras, serão mantidas e aprimoradas.
Destaca-se, dentre elas, a Bolsa Universitária, o Renda Cidadã, Cheque Moradia, a Rede Hugo, e outras mais recentes, como o Terceiro Turno da Saúde ou o Batalhão dos Terminais. O plano destaca que o chamado Tempo Novo trazido por Marconi iniciou uma era de projetos inéditos e devolveu a esperança ao povo goiano.
O Plano de Governo estabelece 414 ações. “O foco é no ser humano, cuidar das pessoas. Na oferta de serviços de qualidade para a população, seja na Saúde, na Educação, na Segurança Pública, na geração de oportunidades, de desenvolvimento regional, toda uma plataforma de ações governamentais, que impactam diretamente o indivíduo, o ser humano, nas suas aspirações mais elementares”, afirmou José Eliton, destacando que o plano foi pensado nas demandas dos cidadãos goianos e como continuar a atendê-las bem nos próximos anos.
Zé Eliton traçou, por exemplo, caminhos para o empreendedorismo e frentes de trabalho; propostas para educação que beneficiam professores e alunos, apoio a prefeituras no planejamento e gestão de saneamento e outras áreas. “Governo planejado, com responsabilidade fiscal, sempre foi uma marca do ex-governador Marconi e continuará a ser uma marca nossa”, disse, frisando que as propostas encontram correspondência no orçamento a ser apresentado, em relação à proposta de Lei Orçamentária para 2019.
O Desenvolvimento Humano, Cidadania e Inclusão Social representa, sozinho, aproximadamente metade de todas as metas traçadas para os próximos quatro anos. Inclui ações e programas nas áreas de saúde, educação, segurança pública e social.
Na educação, ele prevê, entre outros pontos, a implantação do Programa Escola Segura, que terá ações preventivas à violência; o Bolsa Permanência, para combate da evasão escolar e o Programa Cidadão do Mundo, que incentivará o aprendizado de línguas e o intercâmbio dos alunos da rede estadual. Também inclui a oferta de ensino profissionalizantes a jovens e adultos que não concluíram a educação básica. No ensino superior, o objetivo principal é dar oportunidade de graduação em todas as regiões do Estado, por meio do UEG em Rede.
Na área da saúde, o Plano de Governo cita a implantação dos Centros Especializados em Saúde da Mulher, as Clínicas Odontológicas Populares e a regionalização da distribuição de medicamentos e dos Centros de Diabetes. Em segurança pública, os destaques são a criação da Força Estadual de Recobrimento e a implementação do inquérito digital, além de investimentos em tecnologia, inteligência, infraestrutura e valorização profissional. Em relação ao sistema prisional, o objetivo é ampliar o número de vagas, com construção de novas unidades e a qualificação de reeducandos por meio da Escola Técnico Estadual.
O Plano também apresenta as iniciativas nas áreas econômica, de tecnologia e de inovação que visam garantir o desenvolvimento sustentável, o empreendedorismo, a competitividade e a consolidação da economia goiana no mercado global. Para fortalecer os Micro Empreendedores Individuais, será lançado o Super MEI, que oferecerá capacitação técnica, acesso a crédito subsidiado e plataforma de acesso ao mercado.
Com forma de gerar trabalho e renda, serão lançadas frentes de trabalho temporário para obras públicas de infraestrutura e construção civil. Com foco na competitividade das empresas goianas, o Plano de Governo formula inciativas de incentivo à modernização tecnológica, que possibilite a melhoria dos processos produtivos, e incentivo à formação, capacitação e requalificação dos trabalhadores.
Ainda em relação à geração de emprego, trabalho e renda, o turismo recebe destaque. Entre as propostas para os quatro anos está a criação do circuito Caminhos de Longo Curso (Caminho de Cora Coralina, Caminho Místico do Brasil Central, Caminho da Fé, Caminho da Chapada dos Veadeiros e o Caminho das Águas Quentes).
Zé Eliton também elenca as ações de melhoria da qualidade de vida nas cidades e no campo. Uma das iniciativas nesse sentido é o Cheque Solar, que possibilitará a instalação de equipamentos de energia solar nas habitações dos conjuntos populares. O plano prevê, ainda, estímulo às práticas sustentáveis no manejo da água e de resíduos sólidos – aqui, por meio dos consórcios intermunicipais. Também estão incluídos projetos de melhoria no transporte urbano, como revitalização das plataformas e internet sem fio nos ônibus do Eixo Anhanguera.
O Plano de Governo aborda a sustentabilidade do meio-ambiente. As inovações incluem a redução do prazo para análise de licenças ambientais, por meio da criação de uma plataforma digital; a descentralização da emissão de licenças; a ampliação da regularização fundiária e a criação do Centro Estadual de Triagem de Animais Silvestres (Seta).
Na Excelência da Gestão Pública e Governança, o Plano propõe a ampliação do acesso dos serviços públicos por meio de plataformas digitais (celulares, tablets, computadores), a simplificação e a desburocratização da administração pública

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.