Real Cores

Jornal Argumento antecipou que governo de Goiás poderia não pagar funcionários públicos




O Jornal Argumento publicou com exclusividade que o Governo de Goiás poderia não pagar os funcionários públicos após as eleições. 

Assim, mais uma vez, o Jornal Argumento antecipa os fatos com o compromisso com a  verdade.  A publicação foi feita no dia 11 de setembro, conforme link abaixo. 

Nesta semana, o Governador José Eliton reeditou decreto que estabelecia o pagamento ao funcionalismo dentro do mês trabalhado.  O decreto retirou da programação da Secretaria da Fazenda a necessidade de fazer "o empenho" - reserva orçamentária, Assim, permite que o Governo não se comprometa com o pagamento. 

Quando postada, a matéria neste site, vários comentários foram feitos indicando que se tratava de uma Fake News, inclusive até com nota resposta da Secretaria da Fazenda dizendo  que "a reportagem não retratava a realidade."   

Esta não foi a primeira vez que o Jornal Argumento mostra o compromisso com a verdade, mesmo sofrendo retaliações de todas as formas, e atestando a confiabilidade das fontes. 

O resultado da licitação do parque Mutirama, a devolução do HUGO para a Secretaria de Saúde por parte da OS,  entre outras matérias exclusivas mostraram que o Jornal Argumento não pratica jornalismo "fantasioso" e nem planta fatos.  

E assim continuará, mesmo sabendo o alto preço que se paga pela isenção e a verdade. 

http://www.jornalargumento.com.br/2018/09/governo-de-goias-e-salarios-atrasados.html



Matéria publicada em 11/setembro 2018

"Governo de Goiás e salários atrasados de novo


É cada vez maior o burburinho sobre as dificuldades do Governo de Goiás em pagar salários do funcionalismo público. 

Mês passado os servidores do judiciário receberam no dia 14. Hoje,  dia 11, a informação é de que  mais uma vez o estado não quitou a folha de agosto. Servidores que recebem dia 10 estão com as contas zeradas, apesar do Governo informar que está tudo religiosamente em dia. 

Jornal Argumento apurou que para pagar a folha passada a Assembléia emprestou cerca de 50 milhões de reais ao Governo. Não fosse isso o atraso seria ainda maior. 

A preocupação é com os meses depois da eleição. Os servidores que se preparem por que receber os salários de outubro, novembro, dezembro e o 13º  para milhares de servidores que não receberam no aniversário, não vai ser fácil. 


Essa é a previsão de gente do próprio governo e de membros de tribunais de contas. Qualquer que seja o resultado da eleição o final de ano deve ser complicado para os servidores estaduais." 


2 comentários:

  1. Uai ! e os 2 bilhöes em dívidas ? Quais dívidas säo essas ? De quê ?

    ResponderExcluir
  2. O PSDB ESTÁ PIOR QUE O PT. PARECE QUE O JEITO DE GOVERNAR É ESSE TOCA O DINHEIRO PÚBLICO SABE ONDE, depois DEIXA, o Estado. e Cidades na Dificuldade. E quem paga a conta é. O coitado do cidadäo que trabalha só pra pagar impostos e Regalías dos Bandidos, corruptos de palitó e Gravata...Infelizmente é o Brasil e Goiás.....

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.