Real Cores

MÉXICO MOSTRA O BRASIL COMO SE FAZ JUSTIÇA SOCIAL: Obrador dá lição de respeito aos povos indígenas de todo o mundo


Ao contrário do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que brada o fim dos direitos dos povos indígenas em prol do agronegócio e da exploração latifundiária, a cerimônia de posse do presidente do México Andrés Manuel Lopez Obrador foi uma das mais emocionantes já vistas no Ocidente.
Em uma festa marcada pela participação dos povos ancestrais que habitavam o país desde antes da chegada dos espanhóis, além dos afrodescendentes, Obrador recebeu de 68 povos originários o Bastão Sagrado, símbolo do mando e da submissão à vontade popular, no Zócalo, a Praça da Constituição, construída sobre as ruínas de Tenochtitlán, capital e símbolo maior da civilização asteca, e a poucos metros da Catedral Metropolitana. Esta foi a primeira vez que um presidente recebeu o Bastão Sagrado.
Eleito com mais de 30 milhões de votos obtidos nas eleições de julho do ano passado (de um total de 90 milhões de eleitores), Andrés Manuel López Obrador tornou-se um dos presidentes mais votados na história do México. "Aqui está o bastão, o símbolo com o qual você vai liderar o nosso povo, queremos lembrá-lo de que queremos ser levados em conta em seus planos para estes 6 anos", disse um dos indígenas presentes à cerimônia.
Após o ritual de purificação, Obrador reafirmou o seu compromisso "de não mentir, não roubar, não trair o povo do México" e de que todos os programas de seu governo terão a população indígena como prioridade. "É uma vergonha, uma vergonha, que nossos povos nativos tenham vivido durante séculos sob a opressão e o racismo, com a pobreza e a marginalização em suas costas ", disse para uma multidão de 160 mil pessoas presentes no Zócalo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.